Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2011

Cia. do Chapéu - Melhor montagem (edição) na 2ª Mostra Sururu de Cinema Alagoano

Imagem
Queria ter guardado o dia que fui ver Alice!? pela primeira vez. Sei que foi no Teatro do SESI. Acredito que foi na primeira temporada, pois foi assim que minha paixão pela Cia do Chapéu começou: ao ver toda a sutileza, energia, talento, amor com que eles entregavam-se ao teatro e apresentavam um universo do país das maravilhas completamente apaixonante. Fotografei Alice!? muito, assisti a peça mais de cinco vezes. Uns três anos depois, em 2009, fui assistir à Uma Noite em Tabariz, e me vi mais uma vez encantada e apaixonada por mais um trabalho do grupo. Tanto que ao fim do espetáculo estava decidida a fazer um documentário sobre o mesmo.

Eis que em 2010 ao pensar no projeto que realizaria no meu aniversário, recordei-me do pensamento sobre fazer um doc sobre Tabariz e amadureci a ideia, onde finalmente propus a companhia a fazer um documentário sobre ela. Dei muita sorte que na semana do meu aniversário eles estariam em temporada, dobradinha de Alice?! e Uma noite em Tabariz.
Foram t…

Cia do Chapéu na II Mostra Sururu de Cinema Alagoano

Imagem
Foto de Amanda Nascimento


"Foi assim que me tornei chapeleira: ao convidar os talentosos componentes da Cia. do Chapéu para serem meus personagens em um documentário sobre o grupo. Em 2010, os chapeleiros fizeram uma temporada dupla em que foram apresentadas as peças Alice!? e Uma Noite em Tabariz. Esse documentário foi gravado durante essa temporada e apresenta um pouco da história da Cia. do Chapéu e seus espetáculos."
Larissa Lisboa, criadora do documentário.


A II Mostra Sururu de Cinema Alagoano será realizada de 27 a 30 de outubro com atividades formativas no Espaço Cultural Linda Mascarenhas e exibição dos 15 filmes alagoanos selecionados no Centro Cultural SESI, todas as atividades da Mostra terão entrada franca.
Mais informações: http://abdc-al.blogspot.com/

'Túnel de livros' atrai crianças e adolescentes na V Bienal

Público viajou pelo universo das histórias literárias em um enorme livro, situado no 1º piso do Centro de Convenções, em Jaraguá
  Gazetaweb - com Jobison Barros
Que tal uma viagem pelo mundo dos livros? Mas é bom lembrar que esse passeio não é sobre uma só história de um exemplar ou de outro, e sim, envolve alguns contos, contendo inúmeros personagens que interagem entre si e com o público que visita o estande História de todas as histórias, da V Bienal Internacional, cuja atração é um verdadeiro labirinto de um livro gigante. O túnel – situado no 1º piso do Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, no bairro de Jaraguá – apresenta em cada compartimento do labirinto um capítulo do livro, preenchido por várias narrações, a exemplo do Sítio do Picapau Amarelo, Dom Quixote, Pinóquio, Peter Pan e Alice no país das maravilhas. Tal livro ainda contempla dois personagens, Carol e Lucas, que conduzem as histórias literárias. As crianças e adultos que visitam o espaço não caminham livreme…

PERPENDICULAR - MCZ/BH

Imagem
Próxima SEMANA!!!!
PERPENDICULAR Maceió
1º Evento de Ações Performáticas em Alagoas
Imagem
Programação – Sesc na V Bienal do Livro de Alagoas

Visita orientada em tempo integral Local: O Livro é uma Viagem (Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, Jaraguá) Horário: das 10h às 22h Período: de 21 a 30 de outubro Entrada franca Mais informações: 0800 284 2440

Despedida de Rojo...

Imagem
Portrait of Frida Kahlo por Natasha Sazonova


FRIDA KAHLO POR GISELLE ITIÉ

A atriz empresta a voz da artista plástica mexicana e, em primeira pessoa, revela a história e a alma de uma das mulheres mais interessantes de todos os séculos. Tudo em escrita intensa e passional, como foi a vida de Frida Kahlo (para BOBSTORE).

Quer saber se sou uma grande artista surrealista do século XX?

Não sei se as minhas pinturas são ou não surrealistas, mas sei que são a mais franca expressão da minha alma. Não ligo e jamais vou me importar com o que as pessoas pensam sobre o meu trabalho. Sei que pintei pouco, sem a menor ambição de ser famosa, e é isso o que me alimenta, antes de tudo é ter prazer como artista e poder ganhar a vida com o meu ofício. Sou simplesmente uma mulher que necessita trabalhar para viver.

Aliás, minha vontade era ser médica, quizás a minha intimidade com os médicos desde pequena tenha me estimulado a querer mergulhar nesse mundo.

Quando tinha 6 anos, tive poliomielite, fiquei nove me…

NOIR: em busca do imagético!

Imagem
Ensaio 23/09/2011 - fotos por Thiago Sampaio
"A arte, como formula Freud, caminha com base no princípio do prazer e não no princípio de realidade. O artista lida com a transgressão, desobstruindo os impedimentos e as interdições que a realidade coloca (a obra de arte vai se caracterizar por ser uma outra criação: se eu vejo uma paisagem que objetivamente é verde, sob uma ótica vermelha, nada me impede de pintá-la assim)."
Renato Cohen